21 fevereiro, 2012

Embriagado pelo encanto da ausência que aos poucos toma conta do meu ser. Distante do hoje, preso no ontem e perdido no amanhã. Sem saber em que espelho reconhecerei minha face, se descrevo meus traços e se ainda sou mortal. Em um mundo que não idealizei, de surpresas e fantasias irreais. Nada está onde deveria estar. Nem eu.


2 comentários:

  1. Vendo um mapa baratinho, quer? rs

    brincadeiras a parte... eu me sinto assim 90% do dia. O resto eu estou sonhando... será que somos normais? *cruza os dedos murmurando baixinho* tomara que não, tomara que não

    ResponderExcluir
  2. Acho que não, meu caro. UASHUAHUS (:

    ResponderExcluir

Postagens populares